Segunda, 10 Março 2014 13:17

Comunicação é a ferramenta essencial para uma boa gestão escolar, explica especialista

De acordo com os especialistas na área de educação, a gestão de escolas e a gestão da sala de aula têm como objetivo encorajar e estabelecer o autocontrole do estudante através de um processo de promoção das realizações e comportamento positivos do aluno.

A sociedade hoje espera que as escolas busquem qualidade na prestação de serviços oferecidos e, para isso, as coordenações pedagógicas vêm desenvolvendo metodologias que auxiliem na gestão estratégica em sala de aula.

De acordo com palestra apresentada por Gabriel Perissé, professor doutor em Filosofia e História da Educação, em escola particular de São Luís, durante a Semana Pedagógica,a gestão da sala de aula concentra-se em três componentes principais: comunicação, liderança e motivação. Cada um desses conceitos é definido e apresentado com detalhes em uma lista de elementos observáveis em práticas de ensino efetivas. “Ferramentas como comunicação, liderança e motivação são essenciais para promover a aprendizagem, tornando possível uma melhor construção do conhecimento mútuo entre professor e aluno”, explica Perissé.

A gestão na sala de aula está relacionada com as ações desenvolvidas pelo professor para criar as condições adequadas ao ensino e à aprendizagem. Essas atividades podem ser consideradas eficazes por levarem o aluno a ser autor do próprio conhecimento, propondo desafios para que ele se interesse e se encante pelos temas ensinados, como sujeito do processo educativo. O educando pode construir seus próprios valores, conceitos, e habilidades dentro da sala de aula.

Ainda na palestra, realizada na última semana, Gabriel Perissé, ressalta que uma gestão de qualidade no ambiente educativo favorece a autonomia de cada aprendiz a partir do princípio de que aprender se dá a partir da intervenção humana na construção de sua história. “O professor, como mediador da aprendizagem, tem um papel fundamental na condução e organização dos trabalhos para a promoção da aprendizagem efetiva, dependendo dele uma boa e adequada gestão dos seus alunos”, explica.

Gestão na sala de aula

Perissé explicou que é na sala de aula que se desenvolve a maior parte do processo de ensino e aprendizagem, ressaltando ainda que a investigação sobre gestão e organização em sala se faz não só sobre o modo como a ordem é estabelecida e mantida, mas também como os processos contribuem para o seu estabelecimento. Entre eles, podem ser citadas planificação e organização das aulas, uso e distribuição de recursos, estabelecimentos e explicitação das regras, reação ao comportamento individual e de grupo e enquadramento em que esta é atingida.

Na semana, o especialista apresentou duas tarefas estruturais sobre o processo gestão e qualidade de ensino: aprendizagem e ordem. A aprendizagem, de natureza individual, concretiza-se através da instrução, tendo por referência um currículo que os alunos devem dominar, persistindo nos seus esforços para aprender. A ordem apresenta-se, entretanto, como uma das condições para a cooperação dos alunos, sendo esta o requisito mínimo para o bom funcionamento das atividades. A cooperação reflete a necessidade de atividades na sala de aula ser construídas pelos participantes, que assumem assim uma atitude de envolvimento ativo no programa de ação.

Elsa Balluz, diretora geral do Upaon-Açu, escola onde a palestra foi ministrada, ressalta a importância de uma boa gestão afirmando que a sala de aula é um ambiente onde as pessoas vão para fazer descobertas. A fim de que isto aconteça deve haver um planejamento e gestão voltada para que o aluno seja o protagonista do processo de transformação do conhecimento em que ele possa utilizar o conhecimento para aplicar nas práticas sociais. “Planejar leva a uma boa gestão da sala de aula, assim o professor pode contornar imprevistos e administrar a rotina para que alunos aprendam da melhor forma. O sucesso da aula depende da interação entre todos e da capacidade do professor de se antecipar a situações inesperadas”, frisa.

Dicas

Pesquisadores demonstram a importância de ajudar os alunos quanto a um comportamento positivo. Durante o planejamento da gestão da sala de aula, os professores devem considerar o uso de um estilo assertivo de comunicação e de comportamento. Além disso, devem sempre saber o que querem que seus alunos sejam capazes de fazer e envolvê-los nas respectivas atividades educacionais, sob as condições gerais de regras clara e explicitamente determinadas no âmbito da escola e da sala de aula.

Escolas de qualidade são definidas pela eficácia dos professores e realização dos alunos com o auxílio do desenvolvimento de fortes habilidades em relacionamento interpessoal. Dessa forma, as ações devem ser renovadas a cada dia e as práticas precisam ser significativas na vida do grupo, de acordo Perissé. Ele concluiu a Semana Pedagógica ressaltando que uma boa gestão faz com que o aluno sinta que o espaço de sala de aula é lugar que se aprende a transformar conhecimento em que professor e o aluno aprendam a utilizar recursos cada vez educativos como meio de interação e crescimento mútuo. Gestão de conhecimento deve formar sujeitos críticos, portanto, deverá ensinar estratégias para melhorar a compreensão e a capacidade de construir seu próprio conhecimento.

Maiores Informações